A gestão do prefeito ANTONIO FILHO está indo de mal a pior em Junco do Maranhão, depois de perder a liderança da câmara dos vereadores em uma votação épica e surpreendente em dezembro de 2021, vem, desde então, sofrendo e isso acabou evidenciando a fragilidade de um governo que afunda sem parar.

O episódio em questão, aconteceu em pleno aniversário da cidade, onde o seu cunhado TARZAN perdeu a eleição para o vereador irmão Adroaldo (que era da base) e causou um desconforto gigante e provocou uma repercussão generalizada em toda região. 

Esse resultado catastrófico, diga-se de passagem, terá reflexos direto a partir de 2023, quando começa o biênio 2023-2024 e será crucial na corrida eleitoral e sucessão do governo. Para tentar frear a oposição que cresce substancialmente no município, o prefeito realiza as manobras que ainda lhe restam: perseguir e demitir os contratados que são ligados aos seus antigos aliados.

Todos os funcionários, indicados pelos vereadores NOVATO e IRMÃO ADROALDO (considerados traidores) foram demitidos ou não tiveram seus contratos renovados: são pais e mães de famílias que foram abandonados a sua dura sorte.

Enquanto isso o Prefeito Antonio Filho começa a trilhar o caminho da rejeição: fruto do marasmo do governo municipal que não avança como antes, além disso, está evidente que o grupo está em decadência, esfacelando aos poucos. O que restará desse grupo nebuloso? O futuro vai dizer!