Na última sexta-feira (17) foi realizado a antecipação da eleição para Presidente da Câmara para o biênio 2023-2024 em Junco do Maranhão. Era para ser um dia exitoso para o presidente da câmara Sr. Claudiomiro Vieira da Silva, o Tarzan, que já comemorava a sua reeleição, porém perdeu para o vereador Adroaldo Gregório Saldanha, que lançou sua candidatura na última hora. Quem estava no local ficou perplexo com o resultado e sem entender nada.

Tarzan não espera a derrota, ainda mais em um dia de comemorações no município com inaugurações e festa na praça da cidade que celebrava 27 anos de emancipação política. 

Já se passaram alguns dias depois da votação e até agora a derrota não foi digerida. Os vereadores que faziam partes da base de sustentação do Prefeito Antonio Filho, Adroaldo e Novato estão sendo retaliados de diferentes formas e já são considerados traidores.

Para piorar a situação, o presidente da Câmara busca brechas para anular a eleição que ele mesmo antecipou. Mas as manobras serão contestadas na justiça, pois tudo está sendo realizado na ilegalidade e sem a aprovação da maioria dos vereadores.

Inclusive, uma parte dos vereadores, em conjunto, divulgaram uma nota pública, destinada ao povo juncoense repudiando a atitude do presidente da câmara e afirmando que irão tomar as medidas cabíveis: “Não houve nenhuma irregularidade na eleição na votação, pois a mesma respeitou a Resolução 008/2021 e o Regimento Interno da Câmara Municipal. A vontade da maioria deve prevalecer por isso não concordamos com a anulação da votação e estaremos providenciando as medidas jurídicas cabíveis para derrubar essa decisão. Confiamos que o Poder Judiciário não irá concordar com essa atitude que demonstra apenas inconformismo com a derrota.” Aponta um trecho da nota.

Em Junco do Maranhão não se fala em outra coisa. A eleição antecipada da câmara e a vitória do irmão Adroaldo. Muita água ainda vai rolar por baixo dessa ponte. O futuro vai dizer.

  

Confira abaixo a nota pública na íntegra:

 

NOTA PÚBLICA AOS JUNCOENSES


Ontem, 21/12/2021, nós vereadores eleitos democraticamente para representar o povo juncoense, tivemos ciência por meio de uma notícia publicada em um blog que o Presidente da Câmara Municipal, Sr. Claudiomiro Vieira da Silva havia publicado uma decisão anulando a votação ocorrida dia 17/12/2021 onde foi eleito o vereador Irmão Adroaldo para a presidência da Câmara no biênio 2023/2024. 

Primeiramente queremos manifestar publicamente aos cidadãos juncoenses o nosso repúdio a esse ato ilegal e autoritário do atual presidente que não aceitou o resultado da eleição somente porque não foi o vencedor da mesma.

Informamos ainda que o presidente em momento nenhum convocou os vereadores antes de tomar essa decisão absurda. Entendemos que o Regimento Interno da Câmara Municipal não lhe dar competência para tomar decisões monocráticas, individuais, sem que os vereadores se manifestem e aprovem por maioria de votos. A Mesa Diretora também não foi comunicada razão pela qual não temos dúvida da ilegalidade da decisão publicada.

Não houve nenhuma irregularidade na eleição na votação, pois a mesma respeitou a Resolução 008/2021 e o Regimento Interno da Câmara Municipal. A vontade da maioria deve prevalecer por isso não concordamos com a anulação da votação e estaremos providenciando as medidas jurídicas cabíveis para derrubar essa decisão. Confiamos que o Poder Judiciário não irá concordar com essa atitude que demonstra apenas inconformismo com a derrota. 

Por fim, lamentamos que o atual presidente não respeite a decisão democrática dos nobres vereadores dessa Casa Legislativa. Quem não respeita os vereadores não respeita a vontade do povo juncoense.

 

Junco do Maranhão/MA, 22 de dezembro de 2021