Depois da realização de Seminários Regionais em defesa do Novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), envolvendo os municípios de São João dos Patos, Balsas, Imperatriz e Açailândia, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e o Fórum Estadual de Educação do Maranhão (FEE-MA) deram início, nesta quarta-feira (12), à segunda rodada de debates, no município de Governador Nunes Freire.

O evento aconteceu no Auditório do Complexo Educacional Professor Hamilton Werneck, localizado na Rua do Varejão, s/n, Centro e reuniu professores, gestores, estudantes representantes de entidades e da comunidade, com o objetivo de promover o debate sobre o Fundeb, que é fundamental para a garantia do direito de acesso à escolarização obrigatória com qualidade. 

Rosyjane Paula Farias Pinto, assessora Especial da Seduc, que na ocasião representou o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, declarou que a sociedade precisa defender os seus direitos para garantir uma educação acessível e de qualidade para toda população.



“O Brasil ainda é um dos países que menos investem em educação no Mundo, nossas desigualdades sociais apresentam números alarmantes. Desse modo, lutar pela garantia de uma educação para todos e com qualidade deve ser bandeira de toda a sociedade. Queremos a máxima urgência para a aprovação de um novo Fundeb ampliado e permanente já. Não podemos mais aceitar retrocessos na educação brasileira”, pontuou.
                                                                                                                                    
O presidente do Sindicato dos trabalhadores em Educação Básica das Redes Públicas Estadual e Municipal do Estado do Maranhão (SINPROESSEMMA), Raimundo Oliveira, ressaltou que a participação da sociedade, em defesa de um novo fundeb, é fundamental para garantir os investimentos necessários à educação.

“Estamos discutindo o Fundeb permanente, que é uma proposta nova para o investimento na educação pública do nosso país, a partir de 2021, por isso se faz necessário o envolvimento de toda a sociedade, de toda a comunidade escolar nesse grande debate. O Seminário é de grande importância. Então, vamos garantir, através da nova lei do Fundo, os recursos necessários para a valorização dos profissionais da educação”, destacou.