Mais de 360 mil pés de maconha foram apreendidos e destruídos por meio da “Operação Facheiro IV” coordenada pela Polícia Federal em municípios do Maranhão e Pará de 16 a 31 de outubro. No Maranhão, a PF contou com o apoio do Centro Tático Aéreo (CTA), enquanto que no Pará a missão teve o apoio do Grupo Aéreo de Segurança Pública e do Corpo de Bombeiros Militar. Foram mais de 100 agentes envolvidos.

No Maranhão, a ação se concentrou nos municípios de Nova Olinda do Maranhão, Centro Novo do Maranhão, Centro do Guilherme, Araguanã e Zé Doca, além dos limites da Terra Indígena Alto Turiaçu. No Pará, os pés de maconha estavam na Terra Indígena Alto Rio Guamá e no Polígono do Capim, nos municípios de São Domingos do Capim, Concórdia do Pará, Bujarú, Tomé-Açu e Cachoeira do Piriá.

Segundo a Polícia Federal, os 360 mil pés de maconha estavam em 136 plantações espalhadas pelas regiões citadas acima. Além dos pés de maconha, a polícia apreendeu 1 tonelada de maconha pronta para o consumo.

A PF informou que durante a operação, pessoas foram presas em flagrante por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, mas não disse quantas e nem revelou os nomes. As pessoas estavam em acampamentos montados nas plantações. Os acampamentos também foram destruídos pelos policiais.


G1 MA