O maracaçumeense Francisco de Assis Costa, conhecido como Pelado, natural de Maracaçumé, foi para Cuiabá em 2001 e passou por muitas dificuldades financeira, desempregado, não tinha como pagar aluguel, teve que morar em uma casa abandonada cedida por um conhecido, e sem ter o que comer foi trabalhar em um estacionamento de restaurante.

Lá nesse estacionamento ele pedia para os donos dos carros para cuidar e lavar os carros, ganhava uma média de R$ 10,00 por dia, o qual usava para sua alimentação, pensou várias vezes em voltar para sua cidade natal, mas decidiu ficar em Cuiabá e se dedicar aos estudos, pois tinha o sonho de se tornar Advogado, prestou vários vestibulares na UFMT, mas não conseguiu obter êxito.

Foi quando através do Enem conseguiu uma bolsa para estudar o Curso de Direito em uma Faculdade particular. Formou – se e colou grau em janeiro de 2018 e passou no Exame da ordem realizado em junho deste mesmo ano. Ontem (07/08) foi a Solenidade e entrega da certidão do número da Carteira de advogado.

Relata que conseguiu realizar este sonho porque sempre buscou forças em Deus, que não foi fácil fazer a graduação e passar no exame da ordem, mas que com muita dedicação e colocando Deus à frente a gente consegue fazer o impossível, que o que mais lhe encanta na advocacia é a função social, e poder ajudar as pessoas a resolverem seus litígios.

NOTA DO BLOG:

Fica o exemplo de superação desse jovem maracaçumeense que lutou com todas as suas forças pra conquistar seus objetivos. Parabéns Francisco de Assis e parabéns também a sua mãe dona Maria Francisca pela vitória do seu filho querido.