O desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da Operação Lava-Jato na segunda instância, anulou o habeas corpus concedido pelo desembargador plantonista Rogério Favreto em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ele cita julgamento da 8ª Turma que negou provimento a agravo regimental interposto contra decisão que negou seguimento a habeas corpus interposto por terceiro.

"Para evitar maior tumulto para a tramitação deste habeas corpus, até porque a decisão proferida em caráter de plantão poderia ser revista por mim, juiz natural para este processo, em qualquer momento, DETERMINO que a autoridade coatora e a Polícia Federal do Paraná se abstenham de praticar qualquer ato que modifique a decisão colegiada da 8ª Turma", determina Gebran Neto.