Enquanto seu clã transformou o Maranhão no estado mais pobre do país, em quase meio século de governos, sua família enriqueceu envolvida em escândalos.

Apesar disso, durante a convenção que confirmou a candidatura de sua filha Roseana Sarney pela quinta vez ao governo do Maranhão, Sarney disse que "passou a vida a serviço do Maranhão".

O cacique do PMDB aproveitou para exaltar a própria biografia durante a convenção de Roseana. Sarney, no entanto, não citou nenhuma das várias denúncias de corrupção contra ele. Nem mesmo a mais recente delas, que tramita no STF, por desvio de recursos públicos da Transpetro.