“Eu, vereadora Raimunda Tores, repudio, com veemência, referências feitas pelo cidadão Ademar em fala pública, ao afirmar que fui a uma residência solicitar R$ 180,00 mil para fazer parte de seu governo, sendo que já sou vereadora e fui eleita para ficar do lado do povo, não ao lado de um governo desastroso e corrupto.

Do mesmo modo merece a absoluta reprovação aos ataques à câmara municipal deste município. Quero lhe dizer cidadão, que o direito à liberdade de expressão não pode ser utilizado como ataques a esta casa ou a qualquer um de nós vereadores. Você bem sabe que EU, vereadora Raimunda Torres, não lhe fiz proposta tão indecorosa como está que por você foi mencionada, e que em hipótese nenhuma você prova está sua acusação.

Busque concentrar, ou, ao menos, amenizar o sofrimento desta população que sob seus cuidados estão como filhos órfãos de pai e mãe. Reflita e veja como anda a educação, saúde e o social deste município que andam a longos e rápidos passos para sucumbir a cada dia na imensidão da escassez. Você cidadão tem provocado a crise moral e econômica deste município sem precedentes, e a todos os custos busca limitar os direitos do cidadão amapaense de clamar por dias melhores.

Como operaria construtora da democracia, estou disposta a defender esta população fazendo meu papel ao qual me foi outorgada, e estou no legitimo no exercício de minha função.

Nós do poder executivo não vamos nós calar diante de seus insultos e afrontas. Estamos aqui para continuar na batalha sem fugir a luta, pois sei que este povo me conhece. Sempre fui uma mulher de luta e fé, nunca retrocedi das dificuldades desta caminhada.”