O drama de Maracaçumé não é apenas pela falta de d’água. Existe um outro semelhante que tem deixado a população de cabelo em pé (de medo). A escuridão das ruas.

Os moradores tem feito reclamação na prefeitura sobre as lâmpadas queimadas, mas a administração não tem dado a mínima importância as solicitações da população
O blog Renato Costa tem recebido várias queixas de moradores que tem procurado a prefeitura, várias vezes, mas os problemas não tem sido solucionado.

Um desses casos trata-se de uma lâmpada queimada na Rua Capitão Pedro Teixeira, próximo a escola Jairon Reges, onde tem ocorrido assaltos de celulares constantemente, muitos desses, pela escuridão que se encontra a rua.

Enquanto isso a taxa de iluminação pública todos os meses vem na conta de luz. E a Cemar não tem brincado em serviço. Agora não pagou a conta, antes mesmo da conta seguinte chegar, já é cortado o fornecimento de energia.


A pergunta que fica é a seguinte: cadê o dinheiro da taxa da iluminação pública? A população que vê o retorno desse dinheiro em ruas iluminadas! Será que temos que desenhar isso nas paredes da prefeitura?