O ex-senador José Sarney é um dos cabeças do PMDB no Brasil e possui ligações com todos os membros do partido de norte a sul. Envolvido politicamente e ilicitamente com vários membros da sigla, o oligarca se vê preocupado com os R$ 51 milhões, em dinheiro, encontrados em um apartamento que seria ligado ao ex-ministro Geddel Vieira Lima, do PMDB.

Além do fato das ligações partidárias com Geddel, a família Sarney está de orelha em pé com o caso devido a proximidade do ex-ministro com Roseana. Na época em que ele comandava o Ministério da Integração Nacional e ela era governadora do Maranhão, muito dinheiro veio da pasta para o Estado.

A Polícia desconfia que os R$ 51 milhões encontrados não pertençam a uma só pessoa, o que pode cair como uma bomba no PMDB caso Geddel faça uma delação contando a origem da fortuna para não ter que voltar para a cadeia.

Diante dessa possibilidade, José e Roseana Sarney já andam preocupados com a proximidade que tinham e sabe-se lá que negócios faziam com Geddel.


O sinal de alerta está ligado na oligarquia Sarney.