É importante lembrar que o processo que levou Sarney à Presidência também foi indireto. A eleição que escolheu Tancredo Neves como presidente da República foi indireta. Coube ao colégio eleitoral formado pelos parlamentares do Senado e Câmara Federal definir o primeiro presidente após três décadas de poder dos militares.

A posse de Tancredo Neves na presidência da República estava marcada para 15 de março de 1985. Porém, ele não chegou a tomar posse devido a problemas de saúde. Ele faleceu no dia 25 de abril daquele ano e deixou o cargo vago para o vice José Sarney.

Como a morte de Tancredo Neves ocorreu antes de ele assumir o governo, colocou-se em dúvida a legitimidade da posse do vice-presidente Sarney na presidência da República. Alguns estudiosos do período argumentam que durante o mandato presidencial de José Sarney, os militares exerceram algum tipo de tutela sobre o governo.

Sarney governou o país de 1985 a 1990, e encerrou seu mandato deixando como herança uma crise econômica sem precedentes na história do país, com uma escalada da inflação que chegou a um patamar de 1800%.


Foi só com a saída de Sarney que o Brasil completou a transição para a democracia, com a realização, em 1989, das primeiras eleições diretas para presidente, o que não ocorria desde 1960. Dessa vez Sarney – felizmente – não teve como intervir.