A Igreja Evangélica Assembleia de Deus da CEADEMA, fiel às suas diretrizes e princípios, vem a público emiti NOTA DE REPÚDIO ao pregador “Makiã Santos” que no último fim de semana chamou os ministros do evangelho da igreja de Maracaçumé de PASTÉIS e, também, por outras atitudes desrespeitosas.

A falta de apreço pelos pastores da CEADEMA tem marcado o ministério de Makiã que, por onde passa, mancha o evangelho de Cristo com atitudes que não condiz com o evangelho da cruz e cria atritos entre as igrejas.

Makiã Santos, para quem não sabe, é proibido de pregar em algumas convenções do Brasil, e a maior convenção do Maranhão, a CEADEMA, é uma delas. Por que Ele é proibido de ministrar? Algumas práticas do pregador fogem dos princípios bíblicos e é provado através de vídeos que circulam na internet.

A Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Maracaçumé prega o evangelho desde 1978 e preza pelo respeito, principalmente, entre as igrejas. Não somos contra a pregação do evangelho porque essa é a missão principal, mas deve ser feita de forma coerente e sempre pautada na palavra de Deus.

Acreditamos que Jesus cura, liberta e leva o homem para o céu, mas a árvore tem que dar bons frutos (Mt 7:17). O grande problema é que os frutos do pregador supracitado são podres e não serve para a nada!

Deus continua abençoado a igreja de Maracaçumé e que o Senhor tenha misericórdia do Pregador “Makiã Santos” pra que o mesmo mude suas atitudes ao subir no púlpito santo do Senhor.


Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Maracaçumé.