Tentando controlar a grave crise que assola diversos setores do país, o governo lançou uma campanha demarketing sobre o uso consciente de energia elétrica.
De acordo com o jornalista Lauro Jardim, o Planalto investiu R$ 9 milhões e adquiriu espaços publicitários em diversas emissoras de TV, excluindo apenas uma delas: a Globo.
Embora seja o canal mais assistido do país, a platinada não recebeu nenhuma verba oriunda da campanha. A medida foi encarada por alguns como mais um capítulo de tensão no relacionamento entre Dilma e a Globo, que ficou ainda mais abalado após após a ampla cobertura das manifestações feita pela emissora.
RD1