Sou alguém trivial, meio sem jeito, porém sonhador. Tenho minhas limitações, medos, transtornos, e acreditem eu choro também... E isso não nego, exponho: o choro limpa a alma e retira as mazelas acumulada pelo tempo, como é bom chorar, como é bom se mundificar, e contemplar que o bom da vida são esses momentos pequenos.

O ser humano tem vergonha de chorar, tem vergonha de se mostrar como realmente ele é. Será que isso é bom? Minha razão diz que não!... Pois tudo que fica amordaçado no interior, sufoca... Oprime... Deprime... Produz a infelicidade, uma dor que ninguém deseja, e, no entanto, a maioria determina sem perceber.

Chorar devia ser disciplina de escola, ao invés disso, se ensina que homem não deve chora, que é coisa de bicha ou mulherzinha. Homem chora sim, escondido, mas chora. Um dia esse paradoxo se quebrará e todos poderão lacrimejar sem mácula ou vergonha.

Mulher não! Chora por tudo, deve ser por isso que elas são mais fortes e conseguem sobrepujar o medo, se abrem entre amigas e falam de tudo, não deixam o almoço para a janta. Isso é bom, comprova que chorar faz bem e revigora.

Por isso, chorarei sempre que necessário, pois além de abluir minha alma, contraio um alento sobrenatural, energia que me impulsiona a querer ir além do que os meus olhos podem ver.

Renato...