O natal mais um ano se apresenta, como forma capital de aquecer o mercado e aumentar as vendas do comercio. Isso faz tempo que acontece no mundo, e no meio desse paradoxo todo o significado primordial foi esquecido pela humanidade, o personagem principal foi trocado por um personagem paspalhão chamado: Papai Noel, isso mesmo, trocaram “Jesus Cristo” por um mero animador de criança.

Embora essa festa seja universal, as pessoas não deveriam se concentrar apenas em valores terrenos, Jesus não veio a está terra pregar inversão de valores, Ele veio pregar o verdadeiro e genuíno AMOR, coisa que o mundo não aprendeu ainda a reproduzir.

Falta à humanidade repensar os seus limites e deixar os valores terrenos de lado e habituar-se ao melhor dessa terra, ou seja: amor e perdão. Vale muito mais um abraço de amor e perdão, do que um belo presente comprado a preço de ouro, os presentes passam, mas os amores, amigos, parentes, isso jamais passará, portanto, cultivemos esses nobres sentimentos neste próximo dia 25, e convido a repeti-los não somente no natal, mas no ano inteiro.


FELIZ NATAL!

POR: RENATO