Franco de oliveira como prefeito foi excelente vereador, pois pelo menos quando exercia a função no legislativo cumpria direitinho com suas obrigações de parlamentar fiscalizador e não brincava em serviços - quando era pau era pau... quando era pedra era pedra!

Mais aí Ele foi dar uma de prefeito, não soube se fazer no caminho, se perdeu e agora nem se quisesse encontraria o caminho certo novamente para mais quatro anos.

O grande erro em questão foi ele ter indo com muita sede e força ao pote. Resultado: acabou quebrando tudo... destruindo tudo. Esqueceu quem mais lhe ajudou, esqueceu as promessas de campanha, e principalmente esqueceu que a função dele era de prefeito, e, portanto, teria que exercer com todos os seus predicados e percalços essa profissão tão azucrinante.

No passar dos dias o que se apresentou foi um prefeito acuado que se esconde de todos a ponto de no ano de 2011 comparecer apenas uma vez na prefeitura. Isso mostra o tamanho da imaturidade de um chefe que é pago para ser ouvida pelo arrabalde da cidade, mas foge do povo como o diabo foge da cruz.

Nestes três anos de governo se conta nos dedo às aparições publicas do prefeito, e isso, entristeceu muita gente que sonhava que ele seria diferente: quem pensou quebrou a cara!

A ultima gota d água na calamitosa administração foi ter construído sua casa a quilômetros de distancia da cidade - como forma de impedir as pessoas lhe fazer uma visitinha para tomar um cafezinho... Hora! Quem não quer ser perturbado que não entre na vida publica.

O prefeito Franco que de longe teve mais força de vontade pra fazer alguma coisa pelo povo, pecou justamente onde era proibido: esqueceu quem lhe ajudou a chegar ao poder. Fez pior que o seu antecessor que pelo menos não esqueceu os que lhe ajudaram, e esses gestos os eleitores não esquecem: prova maior é que se as eleições fosse hoje o candidato vencedor seria CHICO VELHO irmão do ex-prefeito que colhe votos até hoje por sua popularidade superabundante.



RENATO